O Academia do Porto, por decisão do seu Magnum Consillium Veteranorum,* já tinha decidido suspender a garraiada do programa da Queima das Fitas deste ano. Esta Quinta-feira, dia 17 de Março, a Federação Académica do Porto reuniu-se em Assembleia Geral para saber a posição das associações de estudantes federadas a respeito da sua realização.

Segundo relatos que começam a surgir nas redes sociais, o resultado da votação é uma grande notícia para quem gosta de animais: 16 associações de estudantes posicionaram-se a favor da eliminação da garraiada e 6 contra. Dessa forma, o triste e anacrónico evento fica garantidamente de fora das festas académicas do Porto deste ano, o que esperamos e confiamos que continue a acontecer no futuro.

Os nossos parabéns à Federação Académica do Porto, às associações de estudantes que votaram contra a garraiada e a todas as pessoas que se mobilizaram para tornar possível esta evolução, em especial, naturalmente, às duas alunas que iniciaram a petição, Joana Rocha e Sónia Marques.

Que o Porto sirva de exemplo a outras academias do país, começando já por Coimbra, onde está em curso a iniciativa Queima das Farpas. Se ainda não assinou a petição, faça-o agora!

* Foi o Magnum Consillium Veteranorum da Academia do Porto, e não a FAP (como dizia a versão original deste artigo) quem decidiu suspender a garraida deste ano. Corrigido às 12:30 do dia 19 de Março de 2016.

#contragarraiada

Fonte da imagem

Comenta este artigo