A autarquia de Vigo, em Espanha, proibiu a concessão de licenças para espetáculos circenses que incluam animais selvagens em cativeiro. O anúncio foi feito pelo presidente da câmara para quem a utilização destes animais é “deplorável” e “repugnante”.
por Sueli Fontes (da redação da ANDA)
Abel Caballero afirmou publicamente que se trata de uma “demanda pela dignidade” de toda a cidade que “não pode tolerar”, disse, “circos com animais enjaulados”, onde acontecem “maus tratos” e onde se verificam condições higiénicas “lamentáveis” para os animais.O autarca garantiu que a equipa do Governo trabalhou nesta questão durante mais de dois meses e que a medida entrou em vigor na semana passada, quando foi negada uma solicitação de instalação de um circo na cidade por usar animais selvagens.

A ONG Amigos da Terra felicitou a autarquia pela sua decisão, que qualificou de “excelente notícia”, e elogiou as palavras do autarca sobre a “profunda repugnância” que sente ao contemplar estes animais mantidos em “condições antinaturais” e em “espaços insalubres”, “condenados à prisão perpétua”.

A associação ambientalista salienta em comunicado que Vigo é o nono município da comunidade autónoma da Galiza que adota essa decisão, mas o facto de ser a maior cidade da Galiza dá à mesma “um caráter exemplar” que, espera, sirva de “motor” e se estenda por toda a comunidade autónoma.

Fonte: Boas Notícias

elefantescirco

Comenta este artigo