A Comissão Europeia fez no passado dia 3 de Junho de 2015 um comunicado em resposta à Iniciativa de Cidadãos Europeus “Stop Vivisection”. A Iniciativa foi levada em frente por 1.173.130 cidadãos interessados, por toda a UE, e solicitou a revogação da Directiva 2010/63 de protecção de animais usados com propósitos científicos, de forma a acabar com a experimentação animal. A Comissão Europeia, depois de examinar a situação, decidiu manter a legislação actual. Grandes peritos, que têm vindo a trabalhar neste campo desde há décadas, juntaram-se e salientaram que enquanto trabalha para o objectivo de substituir completamente os animais, a Directiva 2010/63/EU é uma ferramenta indispensável para proteger os animais ainda em utilização. A Ciência ainda não se encontra suficientemente desenvolvida para trabalhar de forma efectiva em todas as áreas sem experimentação animal e enquanto o seu progresso ocorre em passos largos nessa direcção, a legislação que protege esses animais ainda em uso é indispensável.

A Comissão destacou os próximos passos rumo ao objectivo de terminar com a experimentação animal: manterá um diálogo estreito com a comunidade científica quer na UE quer a nível internacional, para identificar métodos alternativos de teste, organizar uma conferência em finais de 2016 debruçada no avanço no intuito de fasear a experimentação animal e monitorizar a observância da Directiva 2010/63/EU. Não só estas acções serão levadas a cabo; também a Comissão Europeia cooperará a nível internacional com vários países por todo o mundo no âmbito da International Cooperation on Alternative Test Methods (ICATM) e da International Collaboration on Cosmetics Regulation (ICCR).

Todos os ventos são favoráveis para o marinheiro que sabe onde ir.

Mais informação disponível em: http://ec.europa.eu/citizens-initiative/public/documents/43

Comenta este artigo