Autárquicas 2013 - Carlos Carujo (Caldas da Rainha, BE)

Consulte abaixo as respostas dadas pelo candidato do Bloco de Esquerda à Câmara Municipal de Caldas da Rainha, Carlos Carujo, às questões colocadas pela Vida Animal no âmbito da iniciativa Autárquicas 2013 Pelos Animais. Pode aceder aqui às respostas de outros candidatos.

1. Compromete-se a adoptar uma política de não abate no canil municipal e a lançar um programa de esterilização dos animais de rua do seu município?
O compromisso da candidatura do Bloco de Esquerda das Caldas da Rainha é pela criação de um “centro de bem-estar animal” no concelho que esteja para lá da lógica limitada e limitadora dos canis municipais e que permita aos cidadãos ter acesso a cuidados de saúde e de bem-estar a preços acessíveis para os animais de companhia.
Somos, portanto, contra a política de abate de animais que é brutalmente cruel e absolutamente ineficaz. Defendemos a realização de campanhas de esterilização e reforço do apoio às associações que estão no terreno.

2. Compromete-se a não autorizar a instalação de circos com animais nos espaços públicos do seu município?
3. Compromete-se a não autorizar a realização de eventos tauromáquicos nos espaços públicos do seu município?
2./3. A proibição de tais espetáculos pela Câmara Municipal não é atribuição da autarquia.
Salientamos que o patrocínio e promoção direto ou indireto de espetáculos violentos que promovam o sofrimento animal não se coadunam com os princípios que defendemos, nem a conivência com o tráfico de animais selvagens. A candidatura do Bloco de Esquerda das Caldas da Rainha desafiou publicamente todas as candidaturas do concelho a tomar posição sobre os subsídios dados às touradas e às associações tauromáquicas.

4. Compromete-se a disponibilizar uma opção vegetariana em todos os refeitórios sob gestão da Câmara Municipal?
Não existem refeitórios municipais pelo que a pergunta não se aplica. A existirem defenderíamos a disponibilização de uma opção vegetariana em nome do respeito por quem tem esta prática alimentar.

Comentários