Consulte abaixo as respostas dadas pelo candidato do Bloco de Esquerda à Câmara Municipal da Póvoa de Varzim, Victor Pinto, às questões colocadas pela Vida Animal no âmbito da iniciativa Autárquicas 2013 Pelos Animais. Pode aceder aqui às respostas de outros candidatos.

1. Compromete-se a adoptar uma política de não abate no canil municipal e a lançar um programa de esterilização dos animais de rua do seu município?
Sim. O Bloco de Esquerda da Póvoa de Varzim compromete-se a apoiar e a promover uma política de não abate de animais errantes. O BE compromete-se a tentar lançar, junto com os órgãos autárquicos e associações de defesa e protecção dos animais que o possam pretender, (como “A Cerca” de Vila do Conde/Póvoa de Varzim), um programa de tratamento e esterilização dos animais, e uma continuada sensibilização da população para este problema que assola as nossas ruas.

2. Compromete-se a não autorizar a instalação de circos com animais nos espaços públicos do seu município?
Sim. O nosso programa eleitoral explicita que a candidatura do Bloco de Esquerda Póvoa de Varzim não dará qualquer autorização ou apoio público a eventos que possam infligir sofrimento físico ou psicológico nos animais, sejam eles quais forem. A tradição não pode ser usada como argumento, pois, se assim fosse, então teríamos também de defender práticas antigas de humilhação de animais e pessoas, como os circos medievais e a exibição pública de pessoas com deficiências – tradições essas que acabaram no nosso país, e bem! Nem o facto de acontecerem noutros países o justifica pois, o mal alheio não pode justificar o nosso. O Bloco de Esquerda pretende que a Póvoa de Varzim seja um concelho vanguardista, civilizado, respeitador do ambiente e da qualidade de vida e do bem-estar animal.

3. Compromete-se a não autorizar a realização de eventos tauromáquicos nos espaços públicos do seu município?
O Bloco de Esquerda da Póvoa de Varzim é frontalmente contra as touradas no nosso concelho. Não reconhecemos as touradas como espectáculo cultural, mas sim um espectáculo de degradação da espécie humana (sim, humana). Não achamos que haja qualquer princípio moral que possa defendê-las em qualquer parte do país e além-fronteiras. A martirização dos animais para gáudio público parece-nos um sinal de um enorme atraso civilizacional e incompatível com os ensinamentos, desde as escolas primárias às demais religiões na nossa sociedade, acerca da compaixão e a protecção de quem não se possa defender. Iremos encetar iniciativas que visem a declarar a Póvoa de Varzim como uma cidade anti-touradas, à semelhança de Viana do Castelo, e promover a reabilitação da Praça de Touros da Póvoa de Varzim para outro tipo de espectáculos como teatro, concertos, exposições, associativismos e promoção do município, estes sim, de cariz cultural e social.

4. Compromete-se a disponibilizar uma opção vegetariana em todos os refeitórios sob gestão da Câmara Municipal?
O Bloco de Esquerda irá apoiar a disponibilização de um menu vegetariano nas escolas e refeitórios do concelho e irá também promover um concurso, entre os bares e restaurantes do município, de pratos vegetarianos confeccionados com produtos oriundos da Póvoa de Varzim. Estas acções terão como objectivo a promoção desta opção dietética e valorização dos produtos hortícola da Póvoa.

Comments are closed.