Os animais são conscientes?

Por João Graça, colaborador da Vida Animal Nicolas Malebranche escrevia, em meados do séc. XVII, que os animais “Comem sem prazer, choram sem dor, crescem sem saber; não desejam nada, não temem nada, não sabem nada”. Estas palavras ilustram uma visão dos animais enquanto seres incapazes de experienciar quaisquer sensações ou emoções. Mas será que os seus comportamentos não passam […]

Fazer amigos entre os animais

Por João Graça, colaborador da Vida Animal Henry David Thoreau, defensor da liberdade e opositor da escravatura nos EUA no séc. XIX, escreveu sobre a amizade: “A linguagem da amizade não são as palavras, mas sim os sentidos”. O que queria dizer Thoreau? Poderemos mesmo ter uma amizade que transcenda as palavras e seja plena de sentidos e significados? Posso […]

Animais inteligentes?

Por João Graça, colaborador da Vida Animal Há muito que a espécie humana tende a considerar-se a única detentora de inteligência no reino animal. Desde cedo aprendemos que os humanos são dotados de características únicas que os distinguem de todos os outros animais, e a inteligência é frequentemente apontada como uma das maiores fronteiras entre “nós” e “eles”. Mas o […]

Testemunho de Nuno Meireles, da equipa da Vida Animal, sobre a sua “viagem” de omnívoro a vegano   Durante anos comi o que quis, o que havia e o que calhava. Durante anos era eu só, com a minha saúde, o meu corpo e os meus apetites questionados só quando abusava de doces.  Trinta e tal anos a comer de […]

Resposta ao artigo de opinião de Pedro Bidarra publicado em Dinheiro Vivo. Por Andreia Faria É sabido que os tempos de crise deixam ainda mais desprotegidos aqueles que já o são. Acontece com os idosos, com os desempregados e com os animais. No entanto, se é consensual que em época de carência a sociedade deve valer aos mais desprotegidos dos seus membros, […]

Um cão é um cão é um cão

Reflexão a propósito da nova colecção de malas Carolina Herrera, inspirada no seu caniche Gaspar. Por Andreia Faria É fácil a um olhar contemporâneo identificar e rejeitar os preconceitos do passado. Já ninguém contemplará sem reservas imagens do exótico “outro” com que o olhar europeu do século XIX colonizava os nativos dos territórios invadidos – por exemplo, ser-nos-ia intolerável que […]